Todos os posts de Coletivo CVM

Novo Germinal: Lançamento do Ciclo de debates “Atualidade do pensamento político de Francisco Martins Rodrigues”

Nesta quinta-feira, 16/09, às 18h, teremos um #DEBATEPAPO especial de lançamento do Ciclo de Estudos “Atualidade do pensamento político de Francisco Martins Rodrigues”.

O Ciclo é organizado pelo coletivo Bandeira Vermelha, em parceria com o Cem Flores e o Centro de Estudos Victor Meyer, e tem início já nesta sexta-feira, dia 17/09.

Para o lançamento no #DEBATEPAPO, trazemos Antonio Barata (Bandeira Vermelha), Fauze Chelala (Cem Flores) e Eduardo Stotz (CVM).

Não perca: nesta quinta-feira, 16/09, às 18h, no Canal Novo Germinal no Youtube.

Novo Germinal: O que está acontecendo no Afeganistão? Entrevista com o Prof. Bernardo Kocher

Nesta segunda-feira, 13/09, às 19h, o Canal Novo Germinal recebe o historiador Bernardo Kocher para destrinchar para a gente o que está ocorrendo no Afeganistão.

Para assistir a entrevista, clique no link abaixo e acione o lembrete.

Aproveite para deixar o seu 👍🏼 no vídeo e se inscrever no Canal Novo Germinal no Youtube.

Novo Germinal: O Assédio Laboral e o Impacto sobre a Classe Trabalhadora. Entrevista com a prof. Terezinha Martins

No #DEBATEPAPO desta quinta, dia 09/09, apresentaremos a temática do assédio laboral e falaremos sobre o impacto que essa prática tem sobre a organização da classe trabalhadora. Nossa convidada desta edição é a prof. Terezinha Martins dos Santos Souza, professora da Faculdade de Ciências Sociais da Unirio, pós doutora pela Universidade de Lisboa, psicóloga, mestre e doutora em Psicologia Social pela PUC-SP.

— Acompanhe o Novo Germinal nas redes sociais
— Facebook:
https://www.facebook.com/novo.germinal
Instagram:
https://www.instagram.com/novo_germinal/

 

 

Fatos & Crítica nº 31 (adendo): O arquivamento da MP 1.045 pelo Senado foi uma conquista dos trabalhadores?

 

 

 

A reprovação da MP 1.405 por 47 contra 27 votos no plenário do Senado no dia 1° de setembro próximo passado foi comemorada pela CUT como uma vitória dos trabalhadores.  Eis o comentário, na síntese do jornalismo cutista:

(A) “Rejeição da medida é resultado do trabalho institucional muito bem organizado pelo movimento sindical dentro do Congresso Nacional, uma conquista da unidade das centrais sindicais e das bases nas ruas”.

O espaço institucional, isto é, a representação parlamentar do Estado burguês, passará a ser o caminho da luta?  De acordo com de Sergio Nobre, presidente da CUT, sim:

“Como não existe governo federal, tivemos de ir para dentro do Parlamento, pressionar e atuar diretamente junto a deputados federais e senadores para debater e lutar contra as matérias que afetam diretamente o mundo do trabalho e atacam os direitos da classe trabalhadora”.

Contudo, estariam certos eles e os demais signatários da Carta que divulgamos no boletim Fatos & Crítica n. 31? E nós, errados em combater este caminho da conciliação que subordina os interesses dos trabalhadores aos da burguesia, transformando-os, por intermédio do sindicalismo, numa massa de manobra dos seus políticos?

Estamos no caminho certo – o da independência política da classe operária, como iremos demonstrar ao comentar a síntese da sessão escrita pela Agência Senado. leia mais

Novo Germinal: MP 1045, a boiada passando por cima dos trabalhadores

Nesta segunda-feira, 30/08, às 19h o programa Segunda Opinião traz a análise da Medida Provisória 1045 (chamada mini-reforma trabalhista) feita pelo Centro de Estudos Victor Meyer (CVM) no Boletim Fatos e Críticas número 31.

Para apresentar o tema, os autores da análise, Glaudionor Barbosa e Eduardo Stotz, trazem elementos centrais do boletim.

Para assistir esta edição do Segunda Opinião, clique no link e acione o lembrete.

Aproveite para se inscrever e deixar o seu 👍🏼 no vídeo.