CapaLivroSobreFacismo-Pequena

Sobre o Fascismo – August Thalheimer

Este livro traz à luz três artigos de August Thalheimer, o teórico marxista que mais aprofundou a questão do fascismo, artigos esses inéditos na língua portuguesa.

Por: R$ 10,00

produção: CVM (2010)

Os dois primeiros trabalhos são de 1923: “Entre Jena e Leipzig” foi publicado na “Internationale”, órgão teórico do KPD (Partido Comunista Alemão). “O Fascismo, A Pequena-burguesia e a Classe Operária”, foi publicado no “Rote Fahne”, o órgão diário do Partido. Já o terceiro artigo, o célebre trabalho de August Thalheimer, “Sobre o Fascismo”, embora redigido em 1928, só veio a ser publicado em 1930.

Os dois primeiros artigos cuidam das origens e do caráter do movimento e dizem respeito, fundamentalmente, às relações do fascismo com a pequena burguesia. 1923 foi o ano em que o nazismo fez a sua primeira tentativa de disputar o poder. Não conseguiu em virtude da recusa da classe dominante alemã de abrir mão dos seus instrumentos de governo direto – e a burguesia pôde tomar essa atitude porque tinha ainda à sua frente anos de prosperidade econômica, o primeiro “Milagre Econômico”. O problema fascista na Alemanha se tornou agudo de novo de 1929 em diante.

“Sobre o Fascismo”, foi originalmente uma contribuição de Thalheimer à Comissão de Programa da Internacional Comunista, da qual o autor fez parte. Foi publicado pela primeira vez em 1930, em “Gegen der Strom” (Contra a Corrente), órgão teórico da recém fundada Oposição Comunista Alemã (KPO). A KPO surgiu em 1928/29, depois do VI Congresso da Internacional Comunista ter adotado um programa ultra-esquerdista, que inaugurou a luta contra o “social-fascismo”.

Além dos artigos acima referidos, a publicação inclui três outros artigos do autor, estes sobre a problemática da Frente Popular, os quais tratam das lutas operárias européias, notadamente no cenário dos fascismos. São eles: “Marx, Engels, Lenin e a Frente Popular”, “Doze meses da Frente Popular” e “Advertência aos revolucionários”, que circularam originalmente em 1936 / 1937.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *