As ilegalidades na prisão de um dos ativistas no Rio de Janeiro

do site Jornal GGN

Rafael Caruso, um dos ativistas presos no Rio de Janeiro no dia 12 de julho, relatou como foi sua detenção após conseguir habeas corpus. Segundo o ativista, os policiais foram até sua casa com um mandado de prisão de crime de lei de proteção à propriedade de programa de computador, mas depois, através dos advogados, foi informado de que ele estava enquadrado no crime de formação de quadrilha. Além disso, alguns livros, panfletos e material de trabalho, como luvas cirúrgicas, foram apreendidos pela polícia em sua casa, mesmo sem o mandado de busca e apreensão. Veja a entrevista completa abaixo:

Enviado por Leo V

Importante entrevista com Rafael Caruso, um dos presos políticos do Rio, após conseguir habeas corpus.

A versão e fala por ele mesmo, sem mediações.

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *