Arquivos da categoria: Geral

Ato do Dia Mundial da Saúde no Rio de Janeiro – 07/04/2011

Ato do Dia Mundial da Saúde no Rio de Janeiro – 07/04/2014 – participe!

http://fopspr.wordpress.com/2011/03/21/ato-do-dia-mundial-da-saude-no-rio-de-janeiro/

 

Companheiros, divulgamos esse ato que está sendo organizado e promovido pelo Fórum de Saúde do Rio de Janeiro.

O Fórum de Saúde fará reuniões todas as terças no SinMed (Av. Churchill, 97, Centro, Rio de Janeiro/RJ) para  a construção do ato do Dia Mundial da Saúde (22 e 29 de março e 05 de abril). Se você é da cidade do Rio de Janeiro ou região e quer lutar pela Saúde Pública de qualidade, participe!

E, se você ou sua organização/entidade quer ajudar a divulgar o ato, não apenas virtualmente (Internet), está disponível material  impresso para a divulgação no SinMed.

Para outras informações, segue os contatos do Fórum de Saúde do Rio de Janeiro:

e-mail: pelasaude@gmail.com

telefone: (0xx21) 2334-0572 – ramal 208

FOPS

Erico Sachs: imigrante tornado brasileiro que levantou as bandeiras da formação independente da classe operária e do Brasil socialista.

(1922-1986): o adolescente que adotou o marxismo na Rússia, o jovem militante da Oposição Comunista na Europa, o imigrante tornado brasileiro e que levantou as bandeiras da formação independente da classe operária e do Brasil socialista, o exilado na Alemanha, durante a ditadura militar brasileira, o retornado em 1980, que se integrou no Partido dos Trabalhadores. Seu pensamento tinha raízes tão antigas quanto sólidas: Marx, Engels, Rosa Luxemburgo, Lenin. Neste 11 de março, Erico faria 92 anos. Apresentamos a seguir um Currículo escrito pelo próprio Erico no exílio, em abril de 1971.


Colônia, 24 de abril de 1971
Schwalbengasse 2a

Meu nome é Érico Czaczkes Sachs e nasci em 11 de março de 1922, em  Viena, como Erich Czaczkes. Meu antigo sobrenome é de origem ucraniana. Por ocasião da minha naturalização posterior no Brasil, em 1955, o meu pseudônimo na imprensa “Sachs” passou a fazer parte do meu sobrenome. Meu sobrenome é agora Czaczkes Sachs. Também tenho o direito de me chamar Érico Sachs. Tenho em minha posse um
documento a respeito da mudança do meu sobrenome. leia mais

convite CVM 4

NOVO PORTAL CVM !

Seja bem-vindo ao Novo Portal do Centro de Estudos Victor Meyer !

O companheiro internauta encontrará neste novo Portal do Centro de Estudos Victor Meyer o debate de temas fundamentais para a classe operária, na perspectiva da luta pelo socialismo, apresentado nos textos de análise periódica de conjuntura nacional e internacional, movimento sindical e ainda um resumo diário das notícias sindicais, atualizado de segunda a sexta.

O CVM coloca a disposição do companheiro internauta um novo formato de publicação, que permite navegar mais facilmente encontrando artigos, notícias, análises, e debates ou buscando as matérias pelas principais categorias – movimento operário, lutas no campo, conjuntura nacional, etc.

A busca documental no Acervo encontra-se classificada segundo o tipo de texto e autor. Com as novas ferramentas do site, ainda será possível aperfeiçoar esta apresentação. Esperamos fazê-lo em breve.

O companheiro internauta encontrará neste novo Portal do Centro de Estudos Victor Meyer o debate de temas fundamentais para a classe operária apresentado nos textos de análise periódica de conjuntura nacional e internacional, movimento sindical e ainda um resumo diário das notícias sindicais, atualizado de segunda a sexta.

Nossos agradecimentos à todos aqueles companheiros, particularmente do CVM da Bahia – Pery Falcon, Eliza Tieko e Orlando Miranda (1941 – 2012) – que organizaram o acervo de documentos da Política Operária no portal anterior.

Agora acrescentado de um blog, o Portal CVM se constitui  também num espaço de análise e debate da luta de classes, traz as atualidades do movimento operário em Notícias Sindicais e em breve, a revista Marxismo Militante discutirá de forma mais aprofundada os temas mais candentes.

Saudações socialistas!

Coletivo CVM

eulália lobo

Eulália Lobo: uma vida nos combates pela História

Eduardo Stotz

As lembranças dos professores mais marcantes em nossas vidas guardam uma relação
afetiva com o esclarecimento do estranho mundo no início da adolescência e, mais
tarde, com a abertura de horizontes, ao respaldar questionamentos sobre a
necessidade do mundo continuar a ser como é. Relação de identidade intelectual
quando, na vida adulta, tentamos promover o encontro entre ciência e valor.
Guardaremos assim na memória Eulália Lobo, professora de História, mestra como
poucas. Ademais, ela cumpriu um papel importante para a nossa geração num
momento especial, pois se manteve no campo acadêmico como uma referência em
defesa da História enquanto ciência em meio ao relativismo e subjetivismo que
passaram a dominar o pensamento social no rastro do desmoronamento do sistema
socialista e do triunfo do capitalismo, sob a égide da política neoliberal. Esta breve
memória procura destacar, na ação e na obra da professora e da mestra, seus
combates pela História como ciência comprometida com o estudo dos problemas
candentes de nossa época. leia mais